10 de Agosto de 2017

6 factos que fazem de Soundbreaking uma série para ser vista e revista!

No canal Odisseia tem a oportunidade de ver e rever a série que veio revolucionar a forma como olhamos para o trabalho dos produtores: Soundbreaking

O que é a música? Apenas ruído ordenado, ou algo mais? A música, a sua mistura de vozes e instrumentos, sempre acompanhou o homem, mas quando aprendemos a gravar sons a ideia de “música” transformou-se para sempre. A seguir mostramos-lhe 6 factos de Soundbreaking que fazem desta uma série imperdível:

#1.- MAIS DE 160 ENTREVISTAS COM MÚSICOS E PRODUTORES FAMOSOS

Esta série conta com várias entrevistas a músicos e produtores famosos como: Eric Clapton, Paul McCartney, Joni Mitchell, Tom Petty, Chuck D, Nile Rodgers, Mark Ronson, Ben Harper, Tiësto, Roger Waters, Elton John, Quincy Jones, BB King, Annie Lennox, George Martin, Dave Grohl, Billy Idol, The Black Keys, Bon Iver.

Os grandes mestres do estúdio: Brian Wilson, George Martin, Phil Spector, Brian Eno, Dr. Dre, The Dream, Don Was.

#2.- DETALHES EXCLUSIVOS SOBRE A MÚSICA

Em Soundbreaking encontramos detalhes exclusivos de quem faz música, e temos declarações exclusivas sobre a música de otrora, e atual. Que vão desde cantores como o Rei Elvis Presley a Public Enemy, passando por Adele, entre tantos, tanto outros. Tudo da mão de produtores como Daniel Lanois, Eno, Quincy Jones, Don Was e, claro, o próprio Martin.

#3.- NOMEADA PARA VÁRIOS PRÉMIOS

Uma série nomeada para os Emmy de Notícias e Documentários na categoria Outstanding Music and Sound. Conta ainda nomeação para os Prémios RealScreen, na categoria Stories From the Cutting Edge of Recorded Music named Non-Fiction.

Foi também selecionada para os 21st Annual Webby Awards in Social Music, como Official Honoree.

#4.- APRESENTA-NOS UMA PERSPETIVA DIFERENTE 

George Martin  tinha a sensação de que a verdadeira história da música nunca havia sido contada em realidade, e muito menos na perspetiva da produção musical e na da arte de capturar o som e gravar. Daí surge Soundbreaking!

#5.- CONTA COM MOMENTOS ÚNICOS E CONFISSÕES

Ao longo dos episódios há momentos imperdíveis e que se destacam de tudo. Como quando Tom Petty diz que não tinha de facto uma música em Free Fallin até que o seu produtor Jeff Lynne lhe disse que um dos trechos aleatórios era brilhante.

#6.- UMA SÉRIE QUE PÕE “A MÃO NA MASSA”

Martin e os outros produtores não queriam uma simples história, em ordem cronológica, do que é gravar música. Queriam abrir as portas dos estúdios para que o público pudesse ver a essência da música, e o que eles vivem.

Sabemos que não eram necessários motivos para ver e rever esta série incrível. Pode rever Soundbreaking, às sextas, no Odisseia – canal disponível em todos os operadores.

Fontes: hollywoodreporter.com; latimes.comprnewswire.com 

Tags: , , ,