28 de Abril de 2017

Um sem abrigo constrói as suas máquinas fotográficas e chega aos museus!

Miroslav Tichy viveu praticamente toda a sua vida numa humilde cabana em Kyjov (República Checa). Os seus escassos recursos ecómicos não foram um impedimento para seguir o seu amor pela fotografia. Tichy construia as suas próprias câmaras com ferrovelho que encontrava nos lixos da rua.

Miroslav foi veterano da Segunda Guerra Mundial. Deixou a Escola de Belas Artes de Praga depois das mulheres serem proibidas de posar como modelos, tendo sido substituídas por obreiros vestidos de mulheres.

Este veterano viu mais além! Aquilo que nós encaramos como lixo, do quotidiano, ele viu-ode uma forma distinta. Latas, vidros e caixas de cartão ganharam vida e imortalizaram momentos tendo sido utilizados como materiais de construção das máquinas fotográficas mais artesanais da história da fotografia.

Uma caixa metálica, um tudo de metal ou cartão e uns vidros polidos tudo junto permitiu que Miroslav imortalizasse as mulheres que passeavam pela rua, apanhavam o autocarro ou iam à piscina. Ver uma foto de Miroslav é mais do olhar para um momento imortalizado, em perfeito estado e com uma definição incrível, muito pelo contrário, tendo em conta a origem das suas máquinas fotográficas e dadas as condições em que eram reveladas, as suas fotos são desfocadas, têm sobreposições, estão queimadas e os bordes não são perfeitos. Mas aqui está a magia, o mistério, o toque de voyeur, o que nos faz ver para além do que nos é apresentado.

No ano 2000, Harald Szeemann, crítico de arte, descobre este artista e organiza a primeira exposição na Bienal de Arte Contemporânea de Sevilha, em 2004. Desde esse momento já expôs em numerosas salas e museos como o Pompidou de Paris ou o ICP de Nova Iorque.

Miroslav Tichy faleceu em 2011 com 84 anos, sem nunca ter assistido às suas exposições, por opção própria. Ainda assim, e apesar desta posição, quem o conheceu assegura que o facto de ter visto todas as suas fotos em catálogos, foi a maior recompensa da sua dura vida. Podes ver aqui toda a informação deste visionario no seu website.

E se és amante da fotografia não percas os novos episódios de Através da Objetiva, no Odisseia.

Vê também:

Tags: , , ,