Aviões da Guerra Fria

Quartas-feiras 9 e 16, 22h00

O motor a reação é um dos inventos mais importantes do século XX, um triunfo da engenharia surgido de um conflito, a Segunda Guerra Mundial, que revolucionou o mundo e acelerou o ritmo da sociedade. Apesar da grave crise económica que assolou a Europa durante o pós-guerra, os britânicos tinham um trunfo na manga, uma inovação tecnológica que lhes permitia ter esperança face ao futuro: a indústria dos reatores aplicada à aviação. Em pouco tempo, transformou-se num lucrativo negócio de exportação para as arcas do estado, levando os limites da ciência cada vez mais longe até quebrar a barreira do som. No entanto, em plena Guerra Fria, para as superpotências também se transformou no foco de uma intensa rivalidade e uma obsessão doentia, o meio perfeito para desencadear um holocausto nuclear. Os reatores transformaram-se num objeto de espionagem renhida e na tecnologia mais desejada da época. O Odisseia oferece-lhe uma série que explora o papel vital da tecnologia do motor a reação durante a Guerra Fria e a sua capacidade de se adaptar à aterradora realidade da nova era.

Partilhar no: