Fotografando África com Harry Hook

18:10h

Sexta, 19/05/2017

Sábado, 20/05/2017 03:57h

Sexta, 26/05/2017 06:45h

Sexta, 26/05/2017 12:14h

Desde princípios dos anos 70, o fotógrafo Harry Hook documentou a vida em África, viajou para os lugares mais remotos e conseguiu plasmar as fascinantes alterações que o continente sofreu nos últimos anos através do retrato, o género que sempre foi a sua paixão e o objeto da sua fotografia. Em 1984, Harry Hook tirou uma série de retratos de cinco meninas da tribo dos Samburu, um povo seminómada que se instala no norte do Quénia. Esta zona, como o resto da África subsariana, também não foi alheia aos grandes fluxos migratórios dos últimos tempos, e muitas famílias Samburu deixaram para trás o seu modo de vida tradicional para se estabelecerem nas cidades. 30 anos depois daquelas fotografias, Harry Hook estabeleceu o desafio de encontrar aquelas mulheres, entregar-lhes uma cópia do retrato e ouvir da própria boca delas como a vida mudou desde então. Se conseguir, Harry crê que o seu testemunho lhe dará uma visão mais íntima e pessoal das mudanças ocorridas nos últimos anos. Na sua busca conheceremos gente fascinante e visitaremos algumas comunidades, como os Hadzas ou os Mundari, que ainda resistem a subir ao carro da modernidade.

Partilhar no: