8 de Junho de 2018

5 dicas simples para ajudarmos os nossos oceanos

 

A 8 de junho assinala-se o Dia Mundial dos Oceanos, uma data estabelecida pelas Nações Unidas, com vista a alertar para a importância dos oceanos no clima e enquanto elemento essencial da biosfera.

 

Os oceanos ocupam dois terços da superfície da Terra. Para além de servirem de habitat a um vasto número de plantas e animais, fornecem ainda comida, energia, oxigénio e tantos outros recursos aos seres humanos. Como se isto não bastasse, os oceanos são ainda o principal regulador térmico do planeta. Absorvendo mais de um quarto do dióxido de carbono libertado pelas atividades humanas.

 

O tema escolhido para o Dia Mundial dos Oceanos deste ano é o plástico e as sérias consequências que este tem.

 

O consumo de plástico é atualmente uma das principais causas de poluição dos oceanos. Seja através das partículas de plástico presentes em muitos dos produtos que temos em casa e que acabam por ir lá parar, através da água que passa pela canalização das nossas casas, ou através do lixo. Sabia que todos os anos oito milhões de toneladas de lixo composto por plástico acaba no oceano?

 

Um número alarmante que não fica por aqui. Segundo as Nações Unidas, estima-se que em 2050 exista mais plástico do que peixes no oceano. Para além disso, já é possível encontrar plástico no sistema intestinal de 9 em cada 10 aves marinhas.

 

O que podemos fazer para ajudar o oceano?

Reduzir o consumo de plástico. No geral, sobretudo aqueles de uma única utilização. Como é o caso das embalagens dos snacks que compramos, dos muitos sacos que trazemos do supermercado ou da película antiaderente que utilizamos para conservar (temporariamente) alguns dos alimentos que temos em casa. Como alternativa, podemos passar a cozinhar mais em casa, levar sacos resistentes ou do pano quando vamos às compras e recorrer a recipientes reutilizáveis.

 

Reutilizar frascos de vidro. Para transportar sumos, colocar aquele resto de sopa ou até mesmo para guardar os snacks que feitos em casa.

 

Não usar talheres, copos, palhinhas ou pratos de plástico. Por muito práticos que possam ser, muitas vezes têm apenas uma única utilização e demoram uma eternidade a decompor-se.

 

– Não deixar lixo no areal da praia. Com a troca das marés rapidamente o lixo acabará no oceano, poluindo-o e colocando em risco a vida de inúmeras espécies.

 

– Por último, mas não menos importante… incentivar os outros a seguirem o seu exemplo. Fale com a sua família e amigos e incentive-os a fazerem o mesmo.

 

É por tudo isto que o desafiamos a reduzir o consumo de plástico. Afinal, esta é a única casa que temos.

Não perca os melhores documentários sobre os Oceanos e as suas espécies no Odisseia.

Tags: , , , ,