6 de Novembro de 2018

O que é o movimento feminista?

O movimento feminista é um movimento social, político e económico que tem o objetivo de lutar pelos direitos das mulheres. O movimento feminista surgiu para que as mulheres deixem de ser vítimas de diversas formas de opressão social, fazendo com que a sociedade as trate de forma igualitária e mais justa.  

Mas como surgiu o movimento feminista?

O movimento feminista teve início durante o século XIX e uma das suas maiores influências foi a Revolução Francesa e as alterações sociais que começaram a acontecer nessa época.

As mudanças trazidas pela Revolução Francesa, fizeram com que as mulheres tomassem consciência das desigualdades a que eram submetidas e pouco a pouco, questionassem a estrutura social e começassem a lutar para diminuir a desigualdade de direitos entre homens e mulheres. Esse período ficou conhecido como a primeira onda do feminismo. 

Primeira onda feminista

A primeira onda feminista ocorreu entre o final do século XIX e o século XX. Nesta época as principais causas defendidas pelo movimento eram ligadas a direitos políticos, à liberdade de escolha das mulheres e ao direito a usufruir da vida pública.

Foi nesta primeira onda que surgiu o movimento sufragista. As mulheres lutavam por mais igualdade e pelo direito ao voto e foi também neste período que as mulheres começaram a questionar os seus papéis na sociedade, em relação à responsabilidade pela casa e família como sua única função.

Segunda onda feminista

A segunda onda do feminismo aconteceu durante os anos 60 e 90. Neste período a busca pela igualdade social e de direitos intensificou-se. As mulheres passaram a questionar qualquer forma de submissão e desigualdade que enfrentavam na sociedade.

A liberdade sexual e a maternidade foram dos tópicos mais abordados pelo movimento. Foi também nesta segunda onda que começou a surgir a ideia da colectividade, a ideia de várias mulheres se unirem em prol de um objectivo para conduzir a mudanças na sociedade.

Terceira onda feminista

A terceira onda feminista iniciou-se a partir dos anos 90 e pode ser definida pela procura da plena liberdade de escolha. Actualmente, é cada vez mais notória a importância que o debate entre mulheres tem na luta pelos seus direitos, trazendo mais visibilidade às lutas do movimento.

O que o movimento feminista defende?

O movimento procura principalmente lutar pela igualdade de direitos, oportunidades e tratamento entre homens e mulheres. As questões mais importantes para o movimento feminista são:

  • Fim da desigualdade salarial entre homens e mulheres,
  • Igualdade da participação das mulheres no cenário político do país, tanto na ocupação de cargos políticos como na tomada de decisões,
  • Direito ao aborto, 
  • Libertação dos padrões de beleza impostos pela sociedade,
  • Combate aos diferentes tipos de assédio, tanto moral como sexual,
  • Fim de qualquer tipo de violência contra a mulher: violência doméstica, violência sexual, assédio moral, entre outras,
  • Direitos relacionados à maternidade e amamentação.

Além da luta por direitos específicos, o movimento feminista também abre espaço a que as mulheres possam questionar e discutir as relações e as decisões relativas às suas vidas, principalmente sobre questões que nem sempre são discutidas de forma natural na sociedade por serem alvo de escrutínio público.

No mês que assinala o Dia Internacional para a Eliminação da Violência contra as Mulheres, o Odisseia apresenta em exclusivo “WOMAN”. Apresentada pela activista Gloria Steinem, acompanhe-nos numa viagem pelo mundo enquantos ouvimos os relatos mais impressionantes de violência exercida sobre a mulher. Os casos abordados nestes oito episódios vão desde a violência contra as mulheres no Congo, aos casamentos infantis na Zâmbia ou até mesmo aos abusos sexuais dentro do universo militar dos Estados Unidos.

Não perca, “WOMAN”, a série Viceland, com o selo de qualidade Odisseia, cuja estreia está agendada para quarta, 7 de novembro, às 23h30 em exclusivo no Odisseia.