Revolução Sexual: Ep.2. Reinventar o Amor

No final dos anos sessenta e nos anos setenta, a revolução sexual deu uma volta mais social e jurídica. Não se tratava só de mudar a consciência e a moral, como demonstra o aumento da educação sexual e da pornografia, mas também de transformar as leis para conseguir uma maior igualdade e uma menor discriminação. As lutas feministas para permitir o aborto, assim como as luchas para despenalizar a homossexualidade, aceleraram um processo de emancipação apesar das reservas de outras forças em conflito. Mas para o conseguir, era necessário reinventar o amor, ou seja, mudar a maneira que vemos os outros, para conseguir uma maior igualdade e tolerância.

Ver mais informação deste programa

Partilhar no: