Superdepredadores Marinhos

ESTREIA SEXTA, 9 ÀS 16H
NOVOS EPISÓDIOS SÁBADO, 10 E DOMINGO, 11 ÀS 16H

As baleias-de-bossas e as orcas têm de apurar o engenho para superar os obstáculos que lhes põem umas presas demasiado pequenas e esquivas ou a concorrência de outros predadores mais ágeis. Nas águas do Estreito de Chatham, algumas baleias-de-bossas abandonaram as suas vidas solitárias para formar verdadeiras sociedades de caça, cortando, desse modo, milénios de comportamentos aprendidos. Além disso, só um pequeno número de indivíduos desenvolveu a técnica da armadilha de bolhas. Noutras regiões do mundo, desenvolveram técnicas de caça diferentes e igualmente únicas, chegando até a associarem-se com os seus maiores predadores. Nas águas que rodeiam Skjervøy, no norte da Noruega, 3.000 baleias e 2.000 orcas partilham o mesmo terreno e ajudam-se na utilização dum método de caça conhecido como o carrossel.

Partilhar no: